• Songs of Trinity

Comunhão e Culto

23 Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24 deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar- te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta. 25 Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás com ele a caminho, para que o adversário não te entregue ao juiz, o juiz, ao oficial de justiça, e sejas recolhido à prisão. 26 Em verdade te digo que não sairás dali, enquanto não pagares o último centavo. Mateus 5

Não há culto agradável a Deus enquanto houver divisão, briga, separação entre irmãos. A comunhão agrada ao Senhor e o contrário é uma atitude desprezível e passivel de pena.

Um coração livre para amar é o alvo de todo cristão. A falta de perdão não somente desagrada a Deus como gera consequências prisionais importantes. Um coração que ama a Cristo perdoa sempre, se reconcilia sempre.

Dizer que se tem razões para não perdoar não é o suficiente. Se houve uma quebra de comunhão, é preciso buscar a reconciliação imediatamente. O Senhor Jesus disse que quando estiver em culto a Deus e "ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24 deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar- te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta". Veja a ênfase na tomada de decisão pró-ativa: vai...

Assuma que você já tentou orar, ofertar, servir a Deus tendo um coração que não perdoa... de que adiantou? Deus não recebe ofertas de corações que não priorizam a vida e a comunhão.

Com amor,

Pr. Antonio Nasser

© 2020 by Songs of Trinity.